Como funciona uma usina solar

Como funciona uma usina solar

A questão de como funciona uma usina solar é de grande interesse para muitos. Afinal, a energia solar é uma excelente alternativa de energia limpa e renovável. Mas como suas usinas funcionam? Como elas obtém e produzem energia? Quais são os diferentes tipos de usinas solares? Neste artigo, vamos abordar algumas dessas questões, buscando entender o que compõe esses sistemas e como eles operam na produção de energia elétrica.

Usina solar no Brasil
Fonte: freepik

O que é uma usina solar

Uma usina solar é uma estrutura capaz de transformar energia solar em energia elétrica. Essa, é claro, é uma definição muito simplificada, mas resume bem a missão de uma usina solar. Trata-se de um sistema fotovoltaico de grande porte (sistema FV) planejado para a produção e venda de energia elétrica.

A usina solar funciona através da obtenção de energia dos raios solares (energia esta que normalmente é refletida de volta para a atmosfera). Após absorver essa energia, ela a converte em energia que pode ser utilizada para consumo no dia a dia.

Como funciona uma usina solar

Nem todas as usinas são iguais. Na verdade, usinas solares, em geral, podem ser divididas em dois tipos distintos. Nesse texto, vamos examinar cada um deles.

Usinas fotovoltaicas

O primeiro tipo de usina realiza o processo de conversão de energia através do uso de placas fotovoltaicas. Essas placas são compostas por células fotovoltaicas. Células fotovoltaicas são estruturas normalmente compostas por silício cristalino e arsenieto de gálio.

Elas atuam gerando uma diferença de potencial elétrico com a exposição à luz solar. Assim, pode-se dizer que as células absorvem a energia do sol, fazendo com que uma corrente elétrica flua entre duas camadas com cargas opostas.

No entanto, esse tipo de usina possui um problema. Sua grande desvantagem é a dependência da presença dos raios solares. Assim, só pode ser instalada em lugares que recebam muita exposição do sol, e mesmo assim não funciona quando cai a noite, necessitando de exposição constante.

Usinas fotovoltaicas
Fonte: freepik.

Usinas termossolares

Nesse modelo, uma série de espelhos côncavos cerca uma torre. A torre, por sua vez, contém uma grande quantidade de água misturada com sal. Desse modo, os espelhos refletem os raios de sol e aquecem a torre. Isso vai superaquecer o sal, o que faz com que a água ferva e mova turbinas de vapor.

A maior vantagem desse sistema é que, ao contrário da usina fotovoltaica, a usina termossolar é capaz de guardar a energia fabricada que não é consumida. Isso permite que seja utilizada mesmo sem a presença do sol, pois é capaz de armazenar energia em si.

Usinas solares no Brasil

O Brasil, sendo um país tropical, é dono de um imenso potencial para energia solar. A primeira usina solar do Brasil está localizada no Ceará, no município de Tauá, e foi construída em 2011. Desde então, a energia solar vem crescendo no país como uma alternativa de energia renovável e limpa. Atualmente, existem em torno de 20.000 sistemas fotovoltaicos operando em solo brasileiro. A maior parte dessas usinas se encontra no Nordeste, região com grande exposição solar.

Mas não devemos nos restringir apenas ao Nordeste. Outras regiões, como o Centro-Oeste, também possuem grande potencial para usinas solares. O caso do Centro-Oeste é particularmente interessante, pois a região possui alta incidência solar o ano inteiro, qualificando-a para a tarefa. Isso tem feito o investimento em energia solar na região crescer. A área oferece muitas possibilidades que merecem ser exploradas.

Usinas solares no Brasil
Fonte: freepik.

A Cogera, empresa que fornece soluções em energia solar em Campo Grande (MS) e em Cuiabá (MT) realiza esse trabalho com excelência. A companhia possui profissionais qualificados para atender a necessidade do cliente. Para saber mais, entre em contato conosco e faça o seu orçamento!00

close