Modelos de placas solares: saiba qual a ideal para cada projeto

Modelos de placas solares: saiba qual a ideal para cada projeto

A energia solar é uma realidade cada vez mais presente. Com o avanço da tecnologia relacionada a essa matriz energética, surgem também distintos modelos de placas solares. Nos últimos anos, o crescimento da produção de gigawatts por meio de energia solar foi substancial. O número de empresas especializadas no oferecimento de serviços também cresceu, seguindo a demanda mundial.

A energia solar pode servir para fins diversos e teremos um tipo de placa específica para cada finalidade. Na continuidade deste artigo, apresentamos as especificidades de cada placa solar e suas possibilidades de uso. Confira!

Modelos de placas solares: saiba qual a ideal para cada projeto

Fonte: Cogera Energia

Entendendo os modelos de placas solares: os tipos de energia solar

Nos dias atuais, existem dois tipos principais de energia solar: a fotovoltaica e a térmica. Essa última é utilizada, geralmente, para realizar o aquecimento de água em residências, indústrias e outros estabelecimentos. Nesse caso, a captação da energia se dá por meio de painéis solares, conhecidos também como coletores solares. Esses sistemas são considerados as formas mais simples e menos onerosas de aproveitamento da energia solar.

Há ainda a possibilidade de se produzir energia elétrica por meio da energia solar térmica. Trata-se de um processo indireto de obtenção de energia solar. Nesse caso, não se utilizam placas, mas espelhos concentradores de calor, que fixam a energia captada em um ponto específico.

Já com a energia fotovoltaica é possível obter energia elétrica diretamente, sem a necessidade de processos térmicos. Isso porque o efeito fotovoltaico, que gera energia elétrica, é obtido logo que as partículas de luz solar se infiltram nas células de silício. As placas fotovoltaicas são também a tecnologia mais popular e utilizada no mundo atualmente.

Entendendo os modelos de placas solares

Fonte: Cogera Energia

O tipo de placa mais adequado

A escolha das placas solares pode depender do tipo de estabelecimento no qual elas serão implantadas e da funcionalidade a ser dada pelo sistema. Em uma residência, por exemplo, é possível adotar sistemas de energia solar térmica ou de energia solar fotovoltaica.

Opta-se pela energia solar térmica quando a intenção é proporcionar o aquecimento da água para banhos, piscinas e secagem de roupas. Já os sistemas fotovoltaicos devem ser adotados para produção direta de energia elétrica, a qual poderá suprir as necessidades enérgicas da residência durante o dia.

Da mesma forma, os dois tipos de energia solar também podem ser implementados em indústrias. A energia solar térmica pode ser utilizada para pré-aquecer água de caldeiras e produzir vapor para usos diversos. Já a energia fotovoltaica pode reduzir muito os gastos fixos com energia elétrica a médio e longo prazo. Entretanto, no caso de indústrias, tem-se a necessidade de um investimento maior, porque teremos um sistema mais robusto do que aquele utilizado em residências.

Modelos de placas solares adequados

Fonte: Cogera Energia

Escolhendo entre os modelos de placas solares disponíveis no mercado

Antes de optar pela compra de placas solares, é importante se atentar a certos aspectos. Primeiro, é preciso verificar se as placas contam com as certificações IEC 61215 (internacional) e Inmetro (nacional). Segundo, é necessário escolher entre os dois tipos principais de placas fotovoltaicas disponíveis no mercado: as monocristalinas e as policristalinas.

As placas monocristalinas são mais eficientes na captação de luz solar, produzindo mais energia por metro quadrado. Para a utilização em residências ou negócios, recomenda-se a utilização de placas que tenham mais do que 15% de eficiência na captação de luz solar, que é o caso desse tipo de placa. Além disso, são recomendadas para uso nesses ambientes por ocuparem menos espaço.

As placas policristalinas se diferem das monocristalinas principalmente pelo método utilizado na fundição do cristais. Outra aspecto importante é a necessidade de uma área maior para disposição dos painéis. Isso caracteriza uma porcentagem de eficiência menor, portanto elas são mais baratas do que as placas monocristalinas.

Além disso, buscar referências sobre o fabricante e as garantias oferecidas por ele é fundamental. Nesse artigo, indicamos os principais tipos e modelos de placas solares. Atentamos para as necessidades e realidades de ambientes diversos, como residências, empresas e indústrias. Falamos, também, dos tipos de energia solar e tecnologias que lhes são correspondentes.

A Cogera é especializada em soluções em energia solar em Cuiabá (MT) e em Campo Grande (MS). Entre em contato e faça seu orçamento.

WhatsApp Fale com um especialista clicando aqui!