Geração solar fotovoltaica de energia: veja mais do seu potencial

O Brasil possui um grande potencial para geração solar fotovoltaica de energia. Só para se ter uma noção, no lugar menos ensolarado do nosso país é possível gerar mais eletricidade solar do que no lugar mais ensolarado da Alemanha, que é hoje a grande campeã na produção de energia solar.

Por isso, a geração solar fotovoltaica apresenta uma grande contribuição para diminuir os picos de demanda dos sistemas de transmissão do Sistema Interligado Nacional – SIN. Futuramente, quando a penetração da geração solar fotovoltaica for aumentada no país, a geração de eletricidade próxima ao ponto de consumo poderá ser reconhecida pelo sistema elétrico como um dos principais atributos dessa tecnologia.

Potencial de geração solar fotovoltaica no Brasil

Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Geração solar fotovoltaica centralizada

Usinas de grande porte têm sido implantadas principalmente nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e em parte do Sudeste do Brasil. Essas usinas são, geralmente, instaladas no solo sobre estruturas metálicas inclinadas fixas ou seguindo a trajetória do Sol. Essas regiões, por sua vez, apresentam os maiores rendimentos médios anuais de geração solar fotovoltaica.

Essas regiões e seus sistemas de transmissão de energia tendem a ficar saturados e irão precisar de muito mais investimentos para hospedar as capacidades instaladas crescentes. Quando isso acontecer, outras regiões do país passarão a ser competitivas, especialmente o Sul e Sudeste. E existem motivos chave para isso. Veja:

1- As distâncias para os grandes centros de consumo são menores;
2- A grande concentração de carga do Sistema Interligado Nacional (SIN) ocorre nessas regiões;
3- Elas possuem maior disponibilidade de pontos de conexão à rede, sem precisar de novas linhas de transmissão.

Geração solar fotovoltaica de energia: veja mais do seu potencial

Fonte: Freepik

O oeste dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul possui ótimos índices de radiação média anual nos meses de verão. Em alguns locais, até acima da média em relação às regiões onde já vêm sendo instaladas as usinas fotovoltaicas de grande porte no Brasil.

Posteriormente, é possível que essas usinas também sejam instaladas nessas regiões. Dessa forma, a geração solar fotovoltaica centralizada será espalhada por todo o país.

Saiba mais sobre geração solar fotovoltaica

Fonte: Freepik

Geração solar fotovoltaica distribuída

A geração distribuída (GD) é comumente urbana e implantada em coberturas de edifícios e telhados. Ela possui um caráter bastante pulverizado por todo o território nacional desde quando começou a ser utilizada no Brasil. Sua adesão é especialmente viável quando a tarifa de eletricidade convencional é mais cara. Além disso, é proveitosa também quando o índice de irradiação anual da região é alto.

Devido a diminuição dos preços dos geradores solares fotovoltaicos nos últimos anos, sua utilização em todo o território brasileiro aumenta cada vez mais. A partir do final de 2016, essa adesão atingiu um crescimento exponencial. A produção independente de energia solar nas residências vem competindo cada vez mais com as tarifas de energia elétrica convencional.

Geração solar fotovoltaica: centralizada e distribuída

Fonte: Freepik

Potencial e perspectivas da geração fotovoltaica distribuída (GD)

Desde quando passou a ser comercializada, a energia elétrica tem sido fornecida a consumidores residenciais, comerciais, industriais e públicos. Sempre através da geração centralizada e complexos sistemas de transmissão e distribuição (T&D).

Geradores solares fotovoltaicos integrados às edificações e conectados à rede elétrica pública vêm crescendo em importância e aplicação em todo o mundo. Isso porque eles não possuem peças móveis e não precisam de manutenção mínima. Além disso, não produzem ruído ou qualquer tipo de poluição e utilizam a energia praticamente inesgotável do Sol.

Quer adotar um sistema de energia fotovoltaica em sua casa ou negócio? Entre em contato com a Cogera. A empresa é referência em soluções de energia solar em Campo Grande (MS) e energia solar em Cuiabá (MT). Seus profissionais especializados estudam a necessidade do cliente e oferecem o melhor sistema de acordo com a demanda local.

Fonte: Atlas Brasileiro de Energia Solar – 2a edição
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Conheça os tipos de energia solar

Energias renováveis têm ganhado bastante espaço por todo o mundo. Entre elas está a energia solar, uma das mais utilizadas. Existem dois tipos de energia solar que servem para diferentes propósitos: energia fotovoltaica e energia térmica. As duas possuem diferentes benefícios ecológicos. Por isso, se apresentam como uma ótima alternativa em relação a outros meios de geração de energia.

Neste artigo, a Cogera, empresa especializada em projetos de energia solar, vai revelar tudo que você precisa saber sobre essas fontes renováveis de energia.

Tipos de energia solar: saiba mais sobre elas

Fonte: Freepik

Confira os tipos de energia solar: fotovoltaica e térmica

Energia solar fotovoltaica

A tecnologia da energia solar fotovoltaica permite adquirir energia elétrica diretamente, sem a necessidade de processos térmicos, assim que as partículas de luz solar atingem as células de silício. Atualmente, esse tipo de obtenção de energia tem sido preferência de governos e empresas para utilização dessa fonte renovável advinda do sol. Entre os tipos de energia solar, a fotovoltaica é a principal.

Os painéis solares utilizados para geração de energia fotovoltaica possuem uma aparência em tons de azul ou preto. Eles são instalados em grupos denominados sistemas fotovoltaicos e podem ser utilizados em casas, comércios ou indústrias, principalmente para reduzir os valores da conta de luz.

Painéis fotovoltaicos

São painéis formados por células fotovoltaicas que convertem fótons em energia elétrica. Esse processo, descoberto no século XIX pelo físico Alexandre Edmond Becquerel, é denominado como efeito fotovoltaico. As células que provocam esse efeito podem ser feitas de arseniato de gálio ou de silício cristalino. O último é o elemento mais utilizado e também mais econômico.

Painéis fotovoltaicos implantados pela Cogera

Reprodução: Painéis fotovoltaicos para solução em energia solar em Cuiabá. Fonte: Cogera Energia.

Modelos de painéis fotovoltaicos disponíveis no mercado

Existe uma grande variedade de modelos disponíveis de painéis solares. A tecnologia mais comum envolve o uso de silício cristalino. São dois os tipos de painéis produzidos com esse material: o monocristalino e o policristalino.

  1. Painel solar monocristalino: feito a partir de um cristal de silício puro. Atualmente, é o painel de silício mais eficiente do mercado.
  2. Painel solar policristalino: formado a partir de diversos cristais de silício. Por ser formado através de cristais impuros, o desempenho desse dispositivo é inferior ao do painel monocristalino. Entretanto, por ser um processo de fabricação mais simples, esse modelo possui um valor de mercado mais acessível.

Uma alternativa aos painéis de silício são os painéis de filme fino. São construídos, principalmente, por uma fina camada de material fotovoltaico inserido sobre uma base de vidro. Esses painéis possuem um menor custo, considerando que o processo de fabricação é menos complexo. Em contrapartida, seu rendimento é inferior àquele proporcionado por painéis fotovoltaicos de silício.

Conheça os tipos de energia solar

Fonte: Freepik

Energia térmica solar

A energia térmica absorve o calor do sol transformando a radiação solar em energia. Assim, ela aquece o componente pretendido, geralmente água para banho, piscinas e processos industriais.

Sistemas de energia térmica são menos complexos do que os de energia fotovoltaica. Os painéis são mais simples e possuem como função realizar a transferência do calor da radiação solar para o fluído que percorre por todo o sistema. É importante frisar que a energia solar térmica é própria para ser usada juntamente com outros sistemas de energia. Por causa de sua dependência da radiação solar, nas regiões mais frias, sua capacidade de aquecimento diminui.

Coletores de energia solar térmica

São os responsáveis por captar a energia térmica da radiação solar. Existem três diferentes classificações para os coletores solares: de baixa, média e alta temperatura. Essa classificação dependerá da forma que eles funcionam.

Veja as vantagens entre os tipos de energia solar

Fonte: Freepik

Vantagens entre os tipos de energia solar

  • Renovável e sem custo: a energia solar é renovável porque possui como fonte única a radiação solar, que é inesgotável. Ela não resulta em custos porque, para sua produção, é utilizado um recurso natural farto.
  • Energia limpa: não emite poluentes. Não há nenhuma emissão de gás, diferente da energia fóssil.
  • Demanda pouco espaço: sua instalação é feita em edificações ou telhados, que são locais quase não usados para nenhum outro fim.
  • Pode ser usada em qualquer lugar: por não serem dependentes de linhas de transmissão, podem ser instaladas até em locais mais remotos.
  • Muito mais econômica: mesmo exigindo certo investimento para a aquisição, esse valor logo se pagará devido a economia com outras fontes de energia comuns.

A Cogera é especialista em soluções de energia solar em Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS), contando com profissionais capacitados para realizarem instalações e manutenções de projetos simples ou complexos. Sua especialidade é, exclusivamente, a energia solar fotovoltaica. Está procurando por esse serviço? Entre em contato e faça seu orçamento.

Quando pensamos em energia sustentável, logo pensamos na energia gerada pelo Sol. Entretanto, é comum termos dúvidas frequentes sobre energia solar, um assunto delicado e discutido por diversos países preocupados com o aquecimento global e a vida futura no planeta Terra.

No Brasil, atualmente, grande parte da matriz energética do país é sustentada por geradoras hidrelétricas e termelétricas. Entretanto, isso não significa que essas sejam as melhores fontes. As geradoras termelétricas, por exemplo, agridem ao meio ambiente, geram altos custos e demandam perdas energéticas.

Por causa disso, a busca por soluções sustentáveis e maneiras alternativas para gerar energia tem sido uma das preocupações dos governos. Uma delas é a geração de energia proveniente do sol.

Dúvidas frequentes sobre energia solar

Fonte: Envato

Vejas seis dúvidas frequentes sobre energia solar

1- Como é feita a instalação?

A instalação para começar a obter energia por meio do sol vai depender de qual sistema você vai escolher. Para a energia solar térmica, que é um sistema mais acessível, as placas serão aquelas que captam os raios solares. Já na instalação do sistema de energia solar fotovoltaica são utilizados mais equipamentos.

Além dessas placas, também é necessário instalar um quadro elétrico especial e um inversor eletrônico. Esses elementos são preparados para obter a energia solar e medir o seu consumo. A instalação completa demora em torno de 2 ou 3 dias.

Veja as dúvidas frequentes sobre energia solar

Fonte: Cogera Energia

2- Quanto custa?

O preço para o investimento inicial em energia solar para residências pode ser variável entre R$ 10.000 e R$ 50.000 com todos os custos incluídos, sendo esses valores para casas com sistemas entre 1,32Kwp e 10,56Kwp. Quanto maior a casa, maior o sistema e, consequentemente, maior o preço.

Calma, não entre em pânico. Em um primeiro momento, realmente parece ser um valor alto, mas é preciso considerar o nível de economia que você terá a médio e longo prazo.

A conta de luz pode ser reduzida consideravelmente, podendo até mesmo chegar ao ponto de zerar. Essa é uma das principais vantagens da energia solar.

Os módulos de energia solar duram em média de 25 a 30 anos e estima-se que o sistema se paga entre 4 e 6 anos. São mais de 20 anos de economia nítida! Portanto, é possível perceber que vale o investimento.

Dúvidas frequentes sobre energia solar: saiba mais

Fonte: Envato

3- Ainda terei energia nos dias nublados, chuvosos e à noite?

Sim, você ainda terá energia em qualquer um desses momentos. A energia solar é gerada pela radiação solar, que está presente mesmo nos dias chuvosos e nublados. A produção dessa energia limpa nada tem a ver com o nível da temperatura. Em relação à noite, a explicação é quase a mesma.

A diferença é que no período noturno realmente não há incidência solar, mas a energia gerada durante o dia é armazenada e suficiente para ser usada durante a noite. Essa é uma das principais dúvidas frequentes sobre energia solar.

4- Obtendo a energia solar, posso cancelar o contrato com a concessionária de energia local?

Definitivamente não. Ao instalar um sistema de energia proveniente do sol, o que acontece é que a concessionária passará a emitir uma conta luz específica. Nela deverá constar a energia produzida pela residência e a energia consumida.

Quando a energia solar produzida pela residência ultrapassar o consumo do mês, serão gerados créditos para serem usados em outro período e o valor da conta cai completamente.

Confira as dúvidas frequentes sobre energia solar

Fonte: Cogera Energia

5- Preciso fazer alguma modificação na minha casa ou empresa para instalar os painéis solares?

No geral, não. Na hora de fazer a instalação, a fiação elétrica da casa ou empresa pode ser aproveitada para o novo sistema de energia solar. O máximo que pode acontecer é, caso seja necessário, fazer um reforço nos telhados para que eles suportem o peso dos painéis.

6- Onde o equipamento deve ser instalado?

A instalação deve ser feita no telhado, onde tenha bastante incidência de raios solares, evitando cantos que fazem muita sombra em determinado horário do dia. Além disso, os painéis devem seguir uma inclinação entre 15° e 20°, de acordo com a região. Quanto mais perto da orientação norte, melhor.

Essas foram algumas das dúvidas frequentes sobre energia solar. Se você ainda quiser saber mais, entre em contato com a Cogera. A empresa possui as melhores soluções em energia solar em Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT). Além disso, conta com profissionais qualificados para realizarem a implantação do sistema ideal para qualquer tipo de projeto.

Vantagens e desvantagens da produção de energia solar: o sol como fonte de energia no Brasil e no mundo

Como toda e qualquer matriz energética, a produção de energia solar apresenta vantagens e desvantagens. No entanto, a utilização desse tipo de energia e de outras fontes limpas e renováveis é cada vez maior. Isso porque, no contexto atual, a preocupação com o meio ambiente tornou-se um imperativo.

Apesar disso, a energia produzida mundialmente por esse meio ainda é incipiente para prover o abastecimento total. A seguir, a Cogera apresenta as vantagens e desvantagens do uso da energia solar, falando um pouco de sua utilização no Brasil e no mundo.

Vantagens e desvantagens da produção de energia solar

Fonte: Cogera Energia

Vantagens e desvantagens da produção de energia solar: o sol como fonte de energia no Brasil e no mundo

Sabe-se que houve uma expansão considerável no uso de energia proveniente do sol em 2017. Tal crescimento foi duas vezes maior do que o constatado na adoção de combustíveis fósseis. A China foi o principal país responsável por esse aumento na produção de energia solar: dos 98 gigawatts adicionados à geração global, 53 gigawatts foram produzidos pelos chineses.

Já a Alemanha é um exemplo no que diz respeito à produção de energia solar. Do total da energia produzida, cerca de 5% provém daquela matriz energética. O Brasil recebe mais que o dobro da radiação solar que incide sobre a Alemanha. De fato, trata-se de um dos países com maior potencial para gerar energia por esse meio, visto os altos níveis de incidência de insolação em seu território. Além disso, 95% das reservas mundiais de silício encontram-se em território nacional.

Em 2017, dois grandes projetos alavancaram a produção de energia solar em terras brasileiras. Tais empreendimentos pertencem a empresas estrangeiras e são os dois maiores em toda a América Latina. Em janeiro de 2018, o Brasil alcançou a marca de 1 gigawatt em capacidade de produção de energia solar.

Apesar da produção dessa matriz energética ainda ser a menor entre as opções de fontes renováveis, seu crescimento é significativo. Essa expansão ocorre em um contexto extremamente favorável à adoção de fontes renováveis como alternativas a fontes biodegradáveis, ou que exigem intervenções radicais no meio ambiente.

Produção de energia solar: o sol como fonte de energia no Brasil e no mundo

Fonte: Cogera Energia

Algumas vantagens

De início, podemos dizer que a energia solar, bem como outras energias limpas, não polui o meio ambiente. Além disso, as centrais dos sistemas não necessitam de procedimentos de manutenção constantes e complexos. Em lugares isolados ou pouco acessíveis e com alta incidência de raios solares, as fontes solares são uma boa opção de geração de energia.

A implementação desses sistemas em localidades afastadas são uma excelente alternativa aos altos custos envolvendo linhas de transmissão. Como já foi sublinhado no tópico anterior, em países com clima tropical há um enorme potencial para esse tipo de matriz energética, que é o caso do Brasil.

Vantagens da produção de energia solar

Fonte: Cogera Energia

Desvantagens da energia solar: mudanças estão por vir

Não existe perfeição e isso também se aplica à energia solar. No entanto, devido aos aperfeiçoamentos em tecnologia e à mudança de mentalidade, algumas das desvantagens dessa fonte de energia estão deixando de ser um obstáculo. É o caso, por exemplo, do ponto que faz com que muitos recuem diante da ideia de adotar a energia solar: os altos custos necessários. Os painéis solares estão a cada dia mais desenvolvidos e com maior e melhor capacidade de absorção. Isso vem junto com quedas de preços consideráveis e melhores condições de pagamento, o que propicia um duplo ganho.

Além disso, a mudança recente no modo de encarar as energias renováveis vai criando condições para o crescimento gradual de sua popularidade. Nesse artigo, apresentamos as vantagens e desvantagens da energia solar. Tratamos do atual contexto de utilização dessa matriz energética no Brasil e no mundo, indicando seu crescimento significativo. Sublinhamos, ainda, a mudança no que concerne a forma como se encara a produção de energia por meios renováveis.

Busca por soluções em energia solar em Cuiabá (MT) ou Campo Grande (MS)? Entre em contato com a Cogera.