Energia solar fotovoltaica para residências: como escolher

Energia solar fotovoltaica para residências: como escolher

A energia solar fotovoltaica para residências já é uma realidade, não sendo mais considerada uma ideia extravagante ou fora da perspectiva das pessoas. Isso é proporcionado pelo desenvolvimento de tecnologias cada vez mais rentáveis e duradouras, acompanhadas de uma mudança de mentalidade. De fato, de alguns anos para cá, foi-se percebendo todo o potencial da energia solar fotovoltaica para o suprimento de necessidades distintas.

No caso das residências, o processo fotovoltaico pode suprir o abastecimento de eletricidade, ajudando a reduzir custos. Nesse sentido, resolvemos preparar um conteúdo sobre o conceito de energia fotovoltaica e seu uso em casas, condomínios e apartamentos.

Energia solar fotovoltaica para residências: como escolher

Fonte: Envato

Outros tipos de energia solar

Existem, basicamente, dois tipos principais de energia solar. Eles correspondem a formas distintas de obtenção e transformação dessa energia.

O primeiro tipo de energia solar é a térmica. O processo térmico ocorre por meio da utilização da insolação para o aquecimento da água e de outros fluidos. Nesse processo, são utilizados coletores ou tubos a vácuo, os quais realizam a captação do calor solar e transferem-no para os fluidos. O aproveitamento térmico da energia solar pode ser servir, por exemplo, para o aquecimento de água para banhos em residências e condomínios.

Um outro tipo de processo térmico é utilizado para a obtenção de energia elétrica: a energia solar concentrada. Nesse sistema, o calor do sol é concentrado em um receptor. A concentração de energia se dá por meio da utilização dos chamados espelhos. O calor concentrado no receptor, por sua vez, é utilizado para aquecer fluidos e gerar vapor. Através desse processo, adquire-se, então, energia mecânica, a qual é transformada em eletricidade. Trata-se, pois, de um processo indireto de geração de energia elétrica.

Por fim, falemos um pouco sobre o tipo fotovoltaico. Trata-se do tipo mais comum e viável de aproveitamento da energia solar. Este tipo de processo consiste na transformação direta da energia provinda do sol em energia elétrica. Isso porque as placas utilizadas na captação da radiação solar são feitas de materiais semicondutores. O mais comum deles é o silício. Quando os fótons são absorvidos pelas placas fotovoltaicas, produz-se corrente contínua, a qual é convertida por um inversor em corrente alternada.

Energia solar fotovoltaica em apartamentos

Fonte: Envato

A energia solar fotovoltaica para casas

Sabe-se que foi esse tipo de tecnologia que permitiu um crescimento na demanda de energia solar nas residências. Falemos um pouco sobre sua aplicação doméstica. Nesse sentido, resolvemos explicar como se dá o funcionamento de um sistema fotovoltaico em uma casa.

Inicialmente, a luz solar incide sobre os painéis localizados no telhado ou em outros lugares com altos níveis de insolação, produzindo o chamado efeito fotovoltaico. Desse modo, é então gerada a energia elétrica. No entanto, essa energia tal como é obtida pelos painéis solares ainda não pode ser utilizada. Para isso, ela deve passar pelo inversor solar. Este aparelho tem a função de converter a corrente contínua da energia gerada para a corrente alternada de sua residência.

Há, então, a compatibilidade entre a energia transformada e a fornecida pela concessionária de energia. Essa energia gerada pelo sistema fotovoltaico é ligada à rede energética da residência. Em geral, isso é feito ao conectar-se o sistema de energia solar ao quadro de luz. A energia transformada está, então, pronta para ser utilizada.

Energia solar fotovoltaica para casas

Fonte: Envato

Adotando um projeto de sistema fotovoltaico para casas e apartamentos

O primeiro passo para elaborar e implantar um projeto adequado às necessidades de uma residência é estar atento ao consumo de energia. Isso porque é por meio desse dado que o usuário poderá escolher as dimensões de seu sistema. Isso poderá evitar gastos desnecessários. Essa informação pode ser conseguida através de uma análise de contas de luz. Com elas em mãos, é possível verificar a quantidade de kWh consumidos em cada mês e calcular uma média.

Nesse artigo, falamos sobre a energia solar fotovoltaica para residências. Indicamos os tipos de energia e solar e suas diferenças. Tratamos ainda do processo de obtenção de energia por meio de sistemas fotovoltaicos instalados em casas.

A Cogera oferece as melhores soluções em energia solar em Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS) de acordo com a necessidade do cliente. Entre em contato e faça um orçamento.

WhatsApp Fale com um especialista clicando aqui!